/ Cursos / Cursos previstos

Metodologia Quantitativa de Investigação Científica (MQIC)

Unidade Orgânica Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação (FPCEUC)

Tipo de Formação Curso não conferente de grau

Modalidade de Formação Ensino a Distância (assíncrono)

Língua de Aprendizagem Português

N.º da Edição 7

N.º de horas 81 horas

N.º de ECTS 3

Acreditação N/A

Preço 300€

Datas importantes

Data de Início Ano Letivo 2022-23

Data de Fim

Candidatura até brevemente

Apresentação do curso

A ciência distingue-se das restantes formas de conhecimento em virtude das suas regras próprias, que dão legitimidade aos princípios teóricos que vão sendo construídos nas diferentes áreas do saber. Tais regras decorrem de um conjunto de asserções sobre a especificidade do conhecimento científico e envolvem aspetos como a natureza empírica da informação com que se lida, a sistematicidade dos procedimentos, a objetividade da relação de quem faz investigação com o mundo à sua volta, a possibilidade de autocorreção constante dos conhecimentos científicos e o carácter público e ético da atuação da pessoa do investigador em todas as fases do processo. Não obstante a existência destes consensos, pode acontecer que um investigador principiante se deixe deslumbrar pela quantidade de questões cuja tentativa de resposta continue ainda em aberto, podendo chegar inclusive a delinear trilhos de pesquisa que não são exequíveis empiricamente. Nesta busca de soluções credíveis e corroboráveis por outros investigadores, para os problemas científicos, também é comum afigurarem-se como viáveis diferentes alternativas metodológicas, residindo agora o óbice na tomada de decisão quanto ao caminho a seguir. Estas e outras dúvidas poderão conduzir à opção por um trajeto complexo, no desenvolvimento do próprio processo de investigação científica, quando o ideal é que ele seja simples, organizado, credível, passível de avaliação crítica externa e apto a ser replicado por outros pesquisadores no domínio.

Aviso de Abertura:

https://apps.uc.pt/courses/PT/course/6921

Destinatários

O curso destina-se preferencialmente a estudantes de graduação ou pós-graduação, que pretendam aprofundar conhecimentos de metodologia da investigação científica e de análise de dados, com recurso ao software SPSS.

Fatores de diferenciação

Este curso pretende constituir-se como um recurso valioso para a tomada de decisão científica para todos aqueles que pretendem desenvolver projetos de investigação de cariz quantitativo, de abrangência diversa, fazendo uso do software SPSS para a análise estatística de dados. Para a organização do curso, seguindo a lógica dedutiva subjacente à visão nomotética da realidade, são percorridas todas as etapas fundamentais de um processo de construção empírica do conhecimento, desde a formulação de problemas científicos relevantes e adequados até à interpretação contextualizada de dados reais, tendo em vista a intervenção e, necessariamente, a melhoria da qualidade de vida das pessoas e das sociedades onde estas se integram. A mais-valia desta oferta formativa consiste na sua modalidade de ensino totalmente a distância, permitindo aos estudantes uma visão geral de como se pode fazer investigação, podendo ser de grande utilidade sobretudo para aquelas pessoas que estarão a debater-se com algumas dúvidas, quer na conceção, quer na condução de projetos quantitativos de investigação.

Objetivos

  • Promover a compreensão da natureza da investigação científica quantitativa em ciências sociais e humanas.
  • Estimular a leitura e análise críticas dos relatos de investigações científicas.
  • Habilitar para o correto planeamento de uma investigação científica de cariz quantitativo, com todas as suas etapas fundamentais.
  • Descrever alguns planos quantitativos de investigação relacionando-os com as possíveis análises estatísticas apropriadas para os diversos tipos de dados que possam ser encontrados em problemas reais de investigação.
  • Fomentar o domínio do software SPSS para a construção de uma base de dados, para a respetiva análise estatística e interpretação contextualizada no problema de partida.
  • Indicar regras básicas de organização de um relato científico (escrito), tendo em vista a redação de um artigo ou de uma tese.

Conteúdos Programáticos

Módulo 1. A ciência e os princípios subjacentes à construção do conhecimento científico

Módulo 2. Das questões gerais de investigação à formulação de problemas científicos

Módulo 3. As hipóteses como possíveis respostas a testar empiricamente

Módulo 4. A arquitetura do trabalho do investigador: possíveis planos de investigação e questões relativas à validade interna e externa

Módulo 5. Técnicas de recolha de dados: construção, aplicação e validação

Módulo 6. Análise estatística de dados, interpretação e contextualização dos resultados

Módulo 7. A elaboração do relatório científico

Metodologia

O curso é totalmente lecionado na modalidade de ensino a distância, sendo composto por sete módulos, organizados de forma lógica e seguindo as principais etapas de desenvolvimento de um projeto de investigação quantitativa. Em cada módulo haverá diferentes atividades de aplicação dos conhecimentos, procurando-se uma abordagem integrada dos conteúdos, tendo em vista otimizar a aprendizagem dos estudantes.

Avaliação

Este curso terá diferentes momentos de avaliação, sendo que para aprovação no mesmo cada estudante deverá ter pelo menos 10 valores como classificação final (somatório das diferentes classificações parciais). Recorrer-se-á a dois momentos de avaliação individuais, um no final do Módulo 3, que valerá 30% e outro no final do último módulo, que valerá 45%. Estas atividades valerão 75% da avaliação final. Os restantes 25% da avaliação serão baseados na realização de atividades em cada um dos restantes sete módulos do curso.

Nos casos em que os estudantes não consigam obter nota positiva em cada um dos dois momentos obrigatórios de avaliação, poderão ainda dispor de um “período de recuperação”, durante o qual terão de fazer nova avaliação, com uma penalização de 10% em cada caso, em relação à ponderação inicialmente prevista.

A classificação final será expressa numa Escala Quantitativa (0-20), em conformidade com o Regulamento Académico da Universidade de Coimbra.

Certificação

O estudante que conclua o curso com aprovação poderá requerer um diploma emitido pela Universidade de Coimbra, sujeito às taxas e emolumentos previstos. Informação detalhada disponível em www.uc.pt/academicos/propinas/emolumento.

Docentes

Cristina C. Vieira

Coordenadora

Cristina Maria Coimbra Vieira é licenciada em Psicologia (1991) pela Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra (FPCEUC) e doutorada em Ciências da Educação, na especialidade de Psicologia da Educação (2003) pela mesma instituição, onde exerce funções docentes desde 1992, sendo atualmente Professora Associada. Leciona desde o início da sua carreira académica unidades curriculares de metodologia quantitativa e qualitativa de investigação científica aos três ciclos de formação (licenciatura, mestrado e doutoramento) oferecidos pela FPCEUC. Em 1995, as suas Provas de Aptidão Pedagógica e Capacidade Científica (equivalentes ao Grau de Mestre, para fins de progressão na carreira) foram na área da metodologia da investigação em Ciências Sociais e Humanas. Para além desta área de lecionação ao nível das unidades curriculares obrigatórias, os seus principais interesses de investigação têm-se centrado em torno das questões de género e educação ao longo do ciclo de vida, com principal incidência em contextos como a família e a escola. É membro integrado do Centro de Investigação em Educação de Adultos e Intervenção Comunitária (CEAD) da Universidade do Algarve. É investigadora colaboradora do Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX da Universidade de Coimbra (CEIS 20) e Vice-Presidente da Associação Portuguesa de Estudos sobre as Mulheres (APEM). Tem vários trabalhos publicados, quer na área da metodologia da investigação científica em educação, com predomínio nas metodologias qualitativas, quer no domínio da educação, género e cidadania, em contextos formais e não formais. Faz parte desde 2016 do Conselho Nacional de Educação (CNE), em representação das Organizações Não-Governamentais de Mulheres com assento no Conselho Consultivo da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG). É membro da Direção da Sociedade Europeia para a Investigação em Educação de Adultos (ESREA), no mandato 2020-2022, e co-diretora da Rede Género e Educação de Adultos, da mesma Associação, desde janeiro de 2018. Membro da Direção da Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação (SPCE), no mandato 2021-2023. Tem ampla experiência de orientação de alunos/as de mestrado e de doutoramento nas áreas em que ensina e investiga e tem diversos trabalhos publicados em livros, capítulos de livros e artigos com arbitragem científica, em revistas nacionais e internacionais. Tem participado com regularidade (desde 2013) com a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) em painéis de avaliação de projetos e de candidaturas a bolsas de investigação, na área de Ciências da Educação.

Bruno de Sousa

Bruno de Sousa obteve o grau de Mestre em Probabilidade e Estatística na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa em 1996. Em 1997, foi-lhe concedido uma bolsa da Fulbright e da FCT para a realização do seu doutoramento (PhD) em Estatística na Universidade de Michigan em Ann Arbor, EUA, tendo-se graduado em 2002. Passou brevemente pela Universidade de Toronto como pós-doc, antes de ingressar na Universidade do Minho em Guimarães, Portugal, onde desenvolveu dois cursos de graduação e pós-graduação em Probabilidades e Estatística e onde exerceu o cargo de diretor da licenciatura em Matemática Aplicada. Para melhor exercer as suas principais metas profissionais, em setembro de 2008 aceitou o cargo de Investigador Auxiliar no Centro de Malária e Doenças Tropicais (CMDT) no IHMT através do programa Ciência 2007. Desde outubro de 2012, Bruno de Sousa encontra-se como Professor Auxiliar na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra. Relativamente à sua produção científica, destacam-se os 18 artigos publicados em revistas internacionais com arbitragem científica, com um fator de impacto total de 56.299 valores. Bruno de Sousa está ainda fortemente envolvido na promoção da literacia Estatística em projetos de divulgação científica voltados para alunos e professores do ensino pré-universitário, de que são exemplo a Radical Estatística e a Explorística.

Albertina Lima de Oliveira

Albertina Lima de Oliveira é Professora Auxiliar da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra, Licenciada em Psicologia e doutorada em Ciências da Educação, na especialidade e Educação Permanente e Formação de Adultos. No seu percurso académico, tem lecionado unidades curriculares no âmbito da Metodologia da Investigação Científica e da Educação e Desenvolvimento de Adultos e Idosos, quer a nível de estudos de licenciatura, quer de mestrado e doutoramento. Atualmente é investigadora integrada no Centro de Estudos Interdisciplinares do Século XX (CEIS20) da Universidade de Coimbra e coordenadora do Mestrado em Educação e Formação de Adultos e intervenção Comunitária. Tem publicado numerosos trabalhos de investigação em revistas científicas com revisão por pares e em livros académicos, com recurso a abordagens metodológicas de natureza quantitativa, bem como possui uma vasta experiência na orientação de dissertações de mestrado e doutoramento.

Condições de acesso e ingresso

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO