/ Cursos / Outros cursos realizados

Português Língua Estrangeira C1 (PLEC1)

Unidade Orgânica Faculdade de Letras (FLUC) e Universidade Aberta

Tipo de Formação Não conferente de grau

Modalidade de Formação Ensino a Distância (assíncrono)

Língua de Aprendizagem Português

N.º da Edição 6

N.º de horas 104 horas

N.º de ECTS 4

Acreditação N/A

Preço 400€

Datas importantes

Data de Início 03.11.2022

Data de Fim 10.03.2023

Candidatura até 25.09.2022

Apresentação do curso

O curso resulta da conjugação de saberes e valências de duas instituições universitárias portuguesas, com larga experiência no ensino de Português como Língua Estrangeira e no ensino a distância. Funcionando integralmente em regime de e-learning, este curso poderá ser frequentado por estudantes em qualquer ponto do mundo, interessados em aprofundar os seus conhecimentos de português, num nível avançado (C1).

Aviso de Abertura:

https://apps.uc.pt/courses/PT/course/7261

Destinatários

A formação a proporcionar neste curso é destinada a um largo número de estudantes estrangeiros que pretendam alcançar um nível de proficiência em língua portuguesa que, entre outros benefícios, lhes permita iniciar um curso superior numa das universidades promotoras do curso.

Fatores de diferenciação

O curso resulta da conjugação de saberes e valências de duas instituições universitárias portuguesas, com larga experiência no ensino de Português como Língua Estrangeira e no ensino a distância.

Funcionando integralmente em regime de e-learning, este curso poderá ser frequentado por estudantes em qualquer ponto do mundo, interessados em aprofundar os seus conhecimentos de português, num nível avançado (C1).

Objetivos

No final deste curso, o estudante deverá ser capaz de:

  • usar a língua de modo flexível e eficaz em diversas situações da sua atividade social, académica ou profissional;
  • compreender um amplo e diversificado conjunto de temas e ter capacidade de ler e perceber textos longos e exigentes, bem como apreender os significados implícitos que apresentam;
  • exprimir-se de forma fluente e espontânea, com segurança e sem hesitações em interações orais;
  • expressar-se, oralmente, de forma articulada e coesa, sobre temas complexos;
  • expressar-se, por escrito, de forma clara e estruturada, demonstrando domínio de estruturas complexas, de organização discursiva e textual.

Conteúdos Programáticos

O curso estrutura-se em 9 blocos temáticos:

  1. O quotidiano português: trabalho e lazer
  2. Economia e Globalização
  3. Turismo
  4. Migrações e Mentalidades
  5. Ciência, Inovação, Tecnologias e Desenvolvimento
  6. Estudar em Portugal
  7. Língua Portuguesa: génese e variação
  8. Património material
  9. Património imaterial

No âmbito destes blocos temáticos serão trabalhados os seguintes conteúdos gramaticais:

1 - Revisões de áreas críticas

  • 1.1 - Formas e usos dos tempos verbais simples e compostos (modos indicativo e conjuntivo; imperativo, condicional) e formas nominais dos verbos.
  • 1.2. Concordância sujeito/verbo.
  • 1.3 - Estrutura interna do sintagma nominal e concordância.
  • 1.4 - Estrutura argumental dos verbos principais.
  • 1.5 - Estruturas subordinadas (concessivas, relativas com preposição, 2. condicionais...).

2 - Para a construção do texto em português: léxico e gramática

  • 2.1 - Cadeias de referência: anáforas pronominais, lexicais, adverbiais; sujeito nulo anafórico.
  • 2.2 - Conectores de coordenação.
  • 2.3 - Conectores de subordinação adverbial.
  • 2.4 - Conectores textuais/discursivos.
  • 2.5 - A expressão de valores modais e temporo-aspetuais em português.

3 - Relações entre unidades lexicais e multilexicais (colocações, idiomatismos).

Metodologia

O curso de Português Língua Estrangeira C1 recorre, fundamentalmente, ao método ativo de ensino-aprendizagem.

A comunicação é totalmente assíncrona. Os/As estudantes deverão realizar as atividades dentro do cronograma previsto para cada um dos módulos.

O curso inclui atividades de autorregulação e também de avaliação sumativa com peso na classificação final.

O plano de atividades integra exercícios de:

  • compreensão do oral e do escrito
  • produção escrita e oral
  • conhecimento gramatical e lexical.

As atividades podem assumir formatos diferentes:

  • envio de ficheiro (texto ou áudio)
  • testes de resposta automática (correspondência, verdadeiro / falso, escolha múltipla)
  • fóruns, etc.

Os conteúdos gramaticais serão apoiados por fichas disponíveis num Apêndice Gramatical.

Ao longo do curso, os/as estudantes terão feedback corretivo e serão acompanhados/as pela equipa docente, através das ferramentas de comunicação do ambiente virtual de aprendizagem.

Prevê-se que os/as estudantes ocupem entre 6 a 8 horas por semana nas atividades do curso, trabalhando quer autonomamente (leitura e audição de materiais e realização de tarefas e exercícios que compõem os módulos), quer acompanhados/as pela equipa docente (interação oral e escrita).

Em síntese:

  • o curso:
    • realiza-se totalmente a distância
    • é exclusivamente assíncrono (sem sessões síncronas e sem horários)
  • as atividades:
    • realizam-se com prazos definidos
    • têm feedback individual dos docentes
    • incluem exercícios práticos de vários tipos incluindo os de produção oral
    • desenvolvem-se também em fóruns de interação com docentes e colegas

Avaliação

A avaliação é contínua com atividades formativas e sumativas de tipologia diversificada (formatos de teste com feedback automático, participação em fóruns e em wikis, submissão de ficheiros).

Em todos os blocos temáticos se preveem atividades formativas.

Preveem-se, ainda, cinco momentos de avaliação sumativa:

  1. no segundo bloco temático (com um peso de 10% na classificação final);
  2. no terceiro bloco temático (20%);
  3. no sexto bloco temático (20%);
  4. no sétimo bloco temático (10%);
  5. no fim do curso (40%).

Os elementos de avaliação sumativa requererão a mobilização de competências produtivas e receptivas dos domínios da escrita e da oralidade.

A classificação final será expressa numa escala de 1 a 20 valores.

Certificação

O estudante que conclua o curso com aprovação poderá requerer um diploma emitido pela Universidade de Coimbra, sujeito às taxas e emolumentos previstos. Informação detalhada disponível em www.uc.pt/academicos/propinas/emolumento.

Docentes

Cristina dos Santos Pereira Martins

Coordenadora (Universidade de Coimbra)

Professora Associada do Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, é doutorada em Linguística Aplicada pela mesma universidade com a tese Línguas em contacto: “saber sobre” o que as distingue. Análise de competências metalinguísticas de crianças mirandesas em idade escolar (2004). Tem desenvolvido investigação nas áreas do bilinguismo e contacto de línguas, aquisição/aprendizagem de L2, desenvolvimento metalinguístico, processamento psicolinguístico e avaliação neuropsicológica. No âmbito da atividade docente, tem lecionado disciplinas de Língua Portuguesa, quer como língua materna, quer como L2, Aquisição e Aprendizagem de L2, Psicolinguística, Linguística Aplicada ao Ensino de Línguas, Fonética, Fonologia e Morfologia do Português. É diretora do 2º ciclo em Português como Língua Segunda e Língua Estrangeira e foi codiretora dos Cursos de Português Língua Estrangeira da FLUC (2015-2018) . Foi, entre 2007 e 2009, coordenadora científica do Centro de Estudos de Linguística Geral e Aplicada (CELGA). Coordenadora, docente e autora do curso Aprendizagem e Ensino de Português Língua Não Materna realizado na modalidade a distância pela Universidade de Coimbra.

Isabel Falé

Coordenadora (Universidade Aberta)

Professora Auxiliar do Departamento de Humanidades da Universidade Aberta é doutorada em Psicolinguística pela Universidade de Lisboa com a tese Percepção e Reconhecimento da informação prosódica em Português Europeu (2006). Membro integrado do Centro de Linguística da Universidade de Lisboa é, atualmente, Investigadora Responsável pelo grupo do Laboratório de Psicolinguística. Tem desenvolvido investigação nas áreas da fonética e da psicolinguística (processamento da linguagem na leitura) e participado em vários projetos de investigação nacionais e internacionais financiados pela FCT e pelo programa Erasmus +, quer como investigadora principal quer como membro da equipa. É membro da ação COST “Evolution of reading in the age of digitization” (E-READ). É Coordenadora do Mestrado em Estudos de Língua Portuguesa e Vice-Coordenadora do Mestrado em Português Língua Não Materna.

Isabel Santos

É Professora Auxiliar do Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra e doutorada em Linguística Portuguesa pela mesma universidade, com a tese Norma e codificação. A produção linguístico gramatical portuguesa (2006). Tem desenvolvido investigação fundamentalmente nas áreas da variação e mudanças linguísticas, da historiografia gramatical e da aquisição / aprendizagem do português língua não materna. No âmbito da atividade docente (1.º, 2.º e 3.º ciclos), tem lecionado disciplinas de linguística portuguesa (fonética, fonologia, morfologia, variação linguística e história da língua) e de língua e comunicação oral no contexto dos cursos de português para estrangeiros lecionados na FLUC. É subdiretora do 2º ciclo / Mestrado em Português como Língua Estrangeira e Língua Segunda (PLELS) e é membro do Centro de Estudos de Linguística Geral e Aplicada (CELGA-ILTEC) da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.

Conceição Carapinha

Doutorada em Linguística Portuguesa, com a tese intitulada Contributos para a Análise da Linguagem Jurídica e da Interacção Verbal na Sala de Audiências (2006), é Professora Auxiliar do Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. É investigadora do CELGA-ILTEC e tem desenvolvido investigação nas áreas da Linguística Jurídica, da Pragmática, da Análise do Discurso e da Linguística Textual e ainda da Tradução. No âmbito da atividade docente, leciona disciplinas de Língua Portuguesa, sobretudo relacionadas com os usos linguísticos, e é também docente do Curso Anual de Língua e Cultura Portuguesas para Estrangeiros. É codiretora do 2.º ciclo em Ensino de Português no 3º ciclo do Ensino Básico e no Ensino Secundário. Entre 2011 e 2013 foi coordenadora científica do Centro de Estudos de Linguística Geral e Aplicada (CELGA).

Carla Ferreira

Professora Auxiliar Convidada na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, é doutorada em Linguística portuguesa: investigação e ensino pela mesma universidade com a tese Usos do Particípio Passado duplo no Português Europeu Contemporâneo: padrões de variação numa amostra de população escolar (2012). Tem realizado investigação em Linguística portuguesa, nas áreas da dialetologia percetual, da variação linguística, da aquisição / aprendizagem de Português como língua não materna. Tem lecionado diversas disciplinas de Língua Portuguesa como L2 (FLUC) e, também, como L1 (1.º ciclo de Engenharia Informática – FCTUC). Na Escola Superior de Educação de Coimbra, lecionou Linguística portuguesa (fonética, fonologia, aquisição da língua). É uma das docentes do curso de ensino a distância da Universidade de Coimbra Aprendizagem e Ensino de Português Língua Não Materna. É investigadora do CELGA ILTEC (Centro de Estudos de Linguística Geral e Aplicada – Instituto de Linguística Teórica e Computacional).

Sara Sousa

Professora Auxiliar Convidada do Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, é doutorada em Língua Portuguesa: Investigação e Ensino pela mesma universidade com a tese Contributos para o estudo da refutação em Português Europeu Contemporâneo. Tem desenvolvido investigação nas áreas da Semântica, Pragmática, Tradução e Linguística Aplicada ao Ensino de Português como língua não materna. É docente dos Cursos de Português para Estrangeiros da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra desde 2003. É ainda investigadora no CELGA-ILTEC (Centro de Estudos de Linguística Geral e Aplicada – Instituto de Linguística Teórica e Computacional).

Tânia Ferreira

Professora Auxiliar Convidada do Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (FLUC) é doutorada em Linguística do Português: Investigação e Ensino pela mesma universidade com a tese Aquisição/aprendizagem do sistema de atribuição de género nominal em PLNM. Tem especial interesse pela investigação na área da Linguística Aplicada ao Ensino do português como língua não-materna, dando ainda apoio a Projetos de investigação desenvolvidos no Centro de Linguística Geral e Aplicada (CELGA-ILTEC) da FLUC. No que respeita à atividade docente, lecionou, entre 2013 e 2015, disciplinas de língua portuguesa como língua não materna em Pequim, na Universidade de Economia e Negócios Internacionais, estando, desde 2017, a lecionar nos cursos de português para estrangeiros da FLUC.

Adelina Castelo

Adelina Castelo é doutorada em Linguística Educacional (2012), mestre em Linguística Portuguesa (2004) e professora profissionalizada em Estudos Portugueses e Franceses (2001), pela Universidade de Lisboa. Atualmente é Professora Auxiliar na Universidade Aberta e investigadora no Grupo El@n (integrado no Le@d) e no Centro de Linguística da Universidade de Lisboa. As suas áreas de investigação e docência abarcam a linguística e o ensino do português (como língua materna e não materna), sobretudo no âmbito da oralidade e pronúncia, tendo lecionado em Portugal e na China e publicado artigos e livros (como Fonética e Fonologia para o Ensino do Português como Língua Estrangeira, 2018, Instituto Politécnico de Macau).

Ana Braz

Professora Auxiliar Convidada do Departamento de Humanidades da Universidade Aberta, é doutorada em Ciências da Linguagem pela Universidade do Minho e em Estudos Portugueses, Brasileiros e da África Lusófona pela Universidade Paris 8 Vincennes-Saint-Denis (França), em cotutela. A sua tese intitula-se L´ironie dans le discours parlementaire portugais: degrés d´implicitation, indices linguistques et stratégies discursives. A sua investigação tem-se centrado essencialmente nas áreas da Semântica, da Pragmática e da Análise do Discurso. Tem desenvolvido a sua atividade profissional fundamentalmente na área do ensino do Português Língua Estrangeira e da Linguística, em vários estabelecimentos de ensino em França e em Portugal.

Condições de acesso e ingresso

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização. Ao navegar aceita a política de cookies.
OK, ACEITO